Meninas migrantes: a migraçao infanto juvenil rural e sua inserçao no trabalho doméstico urbano.

Universidade Estadual de Montes Claros-MG. (2013)

O estudo se assenta sobre as dinâmicas de deslocamento populacional, também chamada de migrações internas do segmento infantojuvenil. As dinâmicas do processo de deslocamento populacional sofrem influência de vários fatores, dentre eles a industrialização. A disponibilidade de serviços públicos e políticas sociais nas áreas mais dinâmicas também constituiriam fatores potencializadores do fenômeno. Diante deste cenário, são os jovens que estariam predispostos a migrar mais do que qualquer outro grupo etário, no entanto, devido à baixa qualificação, a oferta de força de trabalho consequente da migração à cidade é absorvida pelo serviço doméstico. Meninas pobres de regiões rurais deixam suas famílias para enfrentar o trabalho doméstico nos centros urbanos e, acreditam dessa forma, melhorar a qualidade de vida. Por considerar que esses sujeitos sociais são portadores de direitos, é que um desenvolvimento justo passa pelo apoderamento dos aparelhos de proteção social do Estado, este estudo tem a pretensão de refletir no atual cenário o segmento infanto-juvenil que vem ganhando cada vez mais destaque no cenário da contemporaneidade.

03BRi Meninas MIgrantes
154.7 KB
331 Descargas
Ver más

Autor: Administración

Comparta este artículo en:

Envíe un comentario

Tu dirección de correo electrónico no será publicada. Los campos obligatorios están marcados con *